Eletrolar Show – Aproveite melhor a feira

Quanto mais negócios for possível concretizar na feira, melhor.

Aumentar a competitividade é essencial em toda atividade, e isso vale, também, para a participação em uma feira. É a oportunidade de a empresa inovar com produtos, estabelecer relações e entrar em sintonia com os temas atuais do segmento em que atua. Quanto mais negócios fechar, melhor, mas se não conseguir, deve analisar o que ocorreu e evitar novos erros, diz Luiz Barretto, consultor empresarial, especialista em empreendedorismo e ex-presidente do Sebrae Nacional. “Uma feira não pode ser pensada somente como um mostruário de produtos, ela é um espaço importante de negócios”, destaca ele, que aborda, a seguir, alguns pontos para melhor aproveitamento do evento.

por Leda Cavalcanti

Decisor

É fundamental o dono do negócio estar presente no estande da empresa, porque a feira é uma excepcional oportunidade para estabelecer contatos. É essencial ter feito a lição de casa, entrar com tudo já no primeiro dia da feira, analisar o fluxo de pessoas, engajar-se, oferecer serviços, manter o estande bem abastecido e ter uma equipe capacitada para atendimento, pois a interação não se dá só com o visual. Conteúdo e detalhes são muito importantes. Um coquetel de boas-vindas aos clientes, por exemplo, cai muito bem.

Relacionamento e atualização

Cultivar o networking é essencial. A feira possibilita o estabelecimento de novas relações, a chance de fazer contatos importantes, a atualização com tudo o que está acontecendo no mercado do expositor e ampla sintonia com os temas do segmento.

Diferenciais atraem visitantes

O que é novo atrai. Então, uma empresa deve, em primeiro lugar, na feira, mostrar os diferenciais de seus produtos ou serviços, estabelecer contatos e ir além da postura tradicional de distribuir material. Precisa interagir com clientes atuais, bem como com os que poderão vir a ser, e obter os seus dados. Lembrar, sempre, que a feira, além de ser um mostruário, é um espaço importante de negócios. 

Lançamentos chamam a atenção

Fazer lançamentos é sempre bom e atrai compradores. É preciso chamar a atenção, e isso significa fugir do padrão, sempre levando em conta a análise do custo-benefício. Tudo tem que estar de acordo com as condições da empresa. Propor alternativas que os concorrentes não têm atrai compradores. Por exemplo, um produto que tem embutido o conceito de sustentabilidade agrega valor ao estande.

Visitar a concorrência

Manter contato com os concorrentes é importante, inclusive para conhecer as inovações. Isso é parte do negócio e é também um aprendizado, até para futura aplicação na própria empresa.

Quanto mais negócios, melhor

Quanto mais negócios for possível concretizar na feira, melhor. Algumas atitudes contribuem para isso, como a oferta de preço melhor, mas sem exagero. Estender o prazo de pagamento traz um ganho fundamental. E ofertas de combos podem se constituir em uma diferenciação.

No pós-feira, não perder de vista o cliente

A feira é uma excelente oportunidade para conhecer quem é o cliente. Então, as informações obtidas sobre ele, durante o evento, serão úteis para manter viva a relação. Não se esquecer de que, hoje, a agilidade é fundamental. O tradicional formulário, com nome e endereço, ainda pode ser utilizado, mas há outros mecanismos remotos importantes para obter referências sobre o cliente. Se ele está nas redes sociais, então o contato pode ser direto.

 

Compradores devem olhar os dois lados

Da mesma forma que os expositores, os compradores devem ter feito a lição de casa antes da feira. Nela, irão conhecer as tendências do mercado. Eles precisam ser objetivos e elaborar um roteiro racional para visitar seus fornecedores. Além disso, devem aproveitar a oportunidade única que a feira oferece para manter com eles conversas mais longas e produtivas.

Por outro lado, é essencial os compradores terem uma visão geral da feira e observarem os novos produtos, a fim de não desperdiçar boas oportunidades de negócios. Em uma feira, compradores devem ter paciência, persistência e tempo para analisar as tendências, comparar produtos e preços, exatamente como faz o consumidor nos dias atuais.

 

Fonte: Revista Eletrolar News ed. 131

Compartilhe (Share)

Faça um comentário

ver todos comentários