Portal Eletrolar.com

Notícias

Walmart quer levar VR ao mainstream

Com aquisição de incubadora de inovação e contratação de profissionais de tecnologia, rede varejista amplia investimentos em extended reality

O Walmart já declarou que quer ser um concorrente à altura da Amazon em termos de tecnologia. Não por acaso, o grupo aumentou as contratações nessa área, incluindo profissionais de UX, e adquiriu a Spatialand, startup que passa a funcionar como uma incubadora de projetos de imersão. Sem muito alarde, a empresa pretende desenvolver seus projetos de realidade virtual (VR) e realidade aumentada (AR) sem depender diretamente de um fornecedor. “O objetivo desse projeto é compor no Walmart um negócio cada vez mais preparado para o futuro”, disse Katie Finnegan, CEO da Spatial, ao AdWeek.

Vários protótipos já saíram dessa unidade, como a utilização de AR em lojas da rede, no ano passado. Além disso, a Spatialand é parceira da Dreamworks na promoção do filme Como Treinar Seu Dragão 3. De fevereiro a abril, a startup montará mais de 50 áreas de imersão em unidades da rede em todos os Estados Unidos.

“A razão pela qual acreditamos nas tecnologias de imersão é o tipo de conexão emocional que essa tecnologia pode passar”, disse Katie. Ric Lebre, Creative Strategist da Vetor Zero, explica que toda empresa de varejo é, na essência, uma empresa de tecnologia. “Levando em consideração a capilaridade dos grandes varejistas, muitas vezes esta é a forma mais simples que apresentar tecnologias como VR em localidades onde isso seria impossível de outra forma”, afirma.

Ric reforça que VR e AR como ferramenta de marketing já tem sido explorado no Brasil e no mundo há bastante tempo. “Obviamente, com a oferta maior de hardware e desenvolvedores desse tipo de conteúdo essas iniciativas têm crescido de forma exponencial nos últimos 2 anos.”

Sobre iniciativas no varejo, ele explica que além do uso de extended reality (XR) como ferramenta de marketing, muitas empresas já estão investindo em soluções de produtividade, como o planejamento de lojas de forma virtual antes mesmo de posicionar gondolas ou material de PDV. “Treinamento de equipe de vendas usando VR e AR e até simuladores de loja para estudo do comportamento do consumidor. Certamente continuaremos a evoluir neste meio à medida em que mais empresas percebem as vantagens destas tecnologias dentro dos seus segmentos”.

Fonte: Meio & Mensagem

publicidade