Portal Eletrolar.com

Notícias

Telefonia móvel pós-paga é o serviço de telecom com melhor percepção de qualidade pelo consumidor

O levantamento foi realizado entre os meses de julho e dezembro do ano passado. Foram ouvidos 139 mil usuários em todas as unidades da federação.


A telefonia móvel pós-paga, com nota 6,99, foi o serviço que teve melhor desempenho entre os demais de telecomunicações, na Pesquisa de Satisfação e Qualidade Percebida realizada em 2017 e apresentada nesta terça-feira, 13.03, pela Anatel.Os serviços relacionados à telefonia pré-paga ficaram com nota 6,83.

O estudo avaliou ainda outras cinco modalidades de serviços de telecomunicações: os usuários deram notas para telefonia fixa (6,92), TV por assinatura (6,93) e o serviço de banda larga fixa, que teve menor satisfação geral (6,23).

Operadoras e serviços

Entre as operadoras na telefonia móvel pós-paga, a MVNO Porto Seguro foi a que teve as melhores notas no Rio de Janeiro (8,33) e em São Paulo (8,31). Já a Oi obteve as menores notas, em Minas Gerais (5,48) e Maranhão (5,94), assim como a menor nota geral (6,2). Na modalidade pré-paga, a Vivo teve a melhor nota (8,19) e a Claro o pior desempenho médio (7,95). No serviço pré-pago, as notas mais altas são da Vivo em Alagoas (8,19), Claro no Pará (7,95) e os piores desempenhos são da Oi no Ceará (6,23) e da Vivo no Amazonas (6,27).

O resultado geral

Em linhas gerais, o desempenho é um pouco melhor se comparado com os números registrados nos levantamentos de 2015 e 2016. Porém, a capacidade de resolução e o atendimento ao cliente ainda têm espaço para melhorar, no entendimento da agência. A pesquisa traz dados muito detalhados sobre a satisfação e qualidade percebida em diferentes quesitos, segmentado por operadora e por regiões do país. Os relatórios completos de desempenho dos serviços por operadora e região estão disponíveis aqui.

O levantamento foi realizado entre os meses de julho e dezembro do ano passado. Foram ouvidos 139 mil usuários em todas as unidades da federação. De acordo com os dados apresentados pela superintendente de relações com consumidores da agência, Elisa Vieira Leonel, só foram selecionados usuários de empresas com mais de 50 mil assinantes em cada serviço.

No geral, a média de todos os serviços ficou um pouco superior a 6. Para o vice-presidente da agência, conselheiro Anibal Diniz, “foi uma avaliação ‘razoável para boa’, na medida em que o pesquisado dá nota de 0 a 10”.

No questionário, a pesquisa pergunta sobre o atendimento, a capacidade de resolução, cobrança, funcionamento, oferta e contratação. Ao avaliar o desempenho nestes itens, a superintendente destaca que os aspectos relacionados ao atendimento e resolução são ainda desafios a serem superados pelas prestadoras. “Avaliamos, no geral, que houve uma melhora em relação à última pesquisa realizada em 2016. No entanto, ainda há um bom espaço para melhora”, ressalta.

Fonte: Teletime

publicidade