Portal Eletrolar.com

Notícias

Satisfação com nível de estoques é a melhor em quatro anos, aponta CNC

Pesquisa mostra que 24,2% dos empresários consideram estocagem acima do adequado neste mês

A fatia de empresários insatisfeitos com nível de estoques, em janeiro deste ano, foi a menor em quatro anos. É o que mostrou ontem 23.01, a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) ao anunciar o Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec). Na pesquisa, a proporção de empresários que classificaram estocagem acima do adequado foi de 24,2% em janeiro. Foi a menor parcela desde fevereiro de 2015 (23,7%) e a mais baixa para meses de janeiro desde aquele ano (23,1%), afirmou Fabio Bentes, economista da CNC.

O cenário impulsionou o Icec, que subiu 5,6% entre dezembro do ano passado para o primeiro mês do ano, para 120,9 pontos – a melhor pontuação para meses de janeiro desde 2014 (122,6 pontos). Para o especialista, os dados sinalizam que o comércio, em 2019, pode ter o melhor resultado em vendas para começo de ano em quatro anos.

Bentes lembrou que a CNC já espera melhor desempenho do setor este ano. As projeções da entidade para 2019 são de alta de 5,8% no volume de vendas de varejo ampliado – que inclui automóveis e material de construção. Para 2018, a estimativa é de alta de 5,3% no varejo ampliado (o IBGE divulga o desempenho fechado do ano em 13 de fevereiro). Em 2017, as vendas do ampliado subiram 4%.

Uma combinação de fatores favoráveis ao consumo levou às projeções de alta. O economista comentou que, até o momento, não há nenhum “obstáculo ou fator” que impeça aumento de vendas no varejo. Além disso, há sinais de melhora no emprego – o que eleva renda e, por consequência, consumo. “Do ponto de vista dos preços, a inflação não preocupa; e no caso do crédito, a Selic [taxa básica de juros] está no piso pelo menos até a próxima reunião [do Copom], no mês que vem”, afirmou. A Selic está atualmente em 6,50% ano.

Esse cenário favorável também tem elevado as expectativas de contratação do comércio. No Icec, em janeiro, 74,6% dos entrevistados declararam interesse em contratar mais funcionários nos próximos meses. É o maior percentual de intenções de contratação para meses de janeiro desde o início da pesquisa em 2011.

Para o técnico, a perspectiva de melhora na economia este ano, aliada à continuidade de boas condições ao consumo, também ajuda a elevar ainda mais a confiança do empresariado do setor, observou ele. “É um momento de reativação do setor”, afirmou.

Fonte: Valor Econômico

publicidade