Portal Eletrolar.com

Notícias

Preços no atacado caem e IGP-M desacelera alta a 0,89% em outubro, diz FGV

Índice é utilizado como referência para a correção de valores de contratos, como os de aluguel de imóveis


O Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M) desacelerou a alta a 0,89 por cento em outubro depois de subir 1,52 por cento no mês anterior diante da queda dos preços de minério de ferro e milho no atacado, de acordo com os dados divulgados nesta terça-feira (30.10) pela Fundação Getulio Vargas (FGV). A expectativa em pesquisa da Reuters era de uma alta de 0,90%.

Depois de subir 2,19% em setembro, o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), que responde por 60% do índice geral e apura a variação dos preços no atacado, teve em outubro alta de 1,11%.

No IPA, o índice que mede o comportamento das Matérias-Primas Brutas passou a recuar 0,11% em outubro, depois de uma alta de 3,53% no mês anterior. O destaque foi a queda dos preços dos itens minério de ferro e milho, respectivamente de 0,85% e 5,47%.

Por outro lado, o Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que tem peso de 30% no índice geral, mostrou maior pressão no varejo ao registrar no período alta de 0,51%, sobre 0,28% no mês anterior.

A principal contribuição partiu do grupo Alimentação, que registrou alta de 0,70%, ante avanço de 0,01% em setembro.
Já o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) acelerou a alta a 0,33%, contra avanço de 0,17% em setembro.

O IGP-M é utilizado como referência para a correção de valores de contratos, como os de aluguel de imóveis.

Fonte: Exame/Reuters

publicidade