Com a alta de 0,8% do PIB (Produto Interno Bruto) no terceiro trimestre em relação ao trimestre anterior, o PIB voltou ao nível registrado no primeiro semestre de 2012. Em relação a igual trimestre do ano passado, a alta foi de 1,3%.

Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), a atividade econômica ainda está 5% abaixo do pico registrado no primeiro trimestre de 2014.

consumo das famílias e os investimentos tiveram papel preponderante no desempenho do PIB (Produto Interno Bruto) do terceiro trimestre, disse nesta sexta-feira (30.11) Rebeca Palis, coordenadora de Contas Nacionais do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Segundo Palis, uma melhora moderada no acesso ao crédito e no mercado de trabalho influenciaram o desempenho. Analistas ressaltam também que os cerca de R$ 12 bilhões liberados na economia no terceiro trimestre pela liberação do PIS/Pasep tiveram um papel importante no resultado.

Os investimentos registraram forte alta de 6,6% no terceiro trimestre sobre o segundo trimestre, mas muito influenciados pelo efeito das plataformas de petróleo, que, por uma mudança estatística, são contabilizadas como investimento.

A produção de bens de capital também favoreceu os investimentos, com destaque para a produção de caminhões, que reagiu após a paralisação dos caminhoneiros ocorrida no fim de maio.