Portal Eletrolar.com

Notícias

Cielo lança aparelho 2 em 1, smartphone que se junta a maquininha

O celular, que funciona de forma independente, tem uma câmera traseira de 12 MP, geolocalização e suporte para todos os aplicativos da Google Pay


A Cielo anunciou ontem, 18.09, dois lançamentos que prometem impulsionar a companhia frente ao aumento da concorrência de empresas mais novas, como a PagSeguro e Stone.

Uma das novidades é o terminal LIO+, voltado para empreendedores, pequenas e médias empresas. O dispositivo 2 em 1 é um smartphone que, com um acessório externo magnético, se transforma em uma máquina de cartão.

O celular, que funciona de forma independente, tem uma câmera traseira de 12MP, geolocalização e suporte para todos os aplicativos da Google Pay. Segundo a empresa, mais de 130 aplicativos para a gestão dos negócios, voltados para o pequeno empreendedor, podem ser baixados no aparelho a partir da Cielo Store.

Já o acessório aceita três formas de pagamentos, débito, crédito e vale-refeição. Tem suporte para Wi-Fi ou sinal 4G do celular. A máquina não é alugada pelo empreendedor e pode ser comprada por 12 parcelas de R$ 89,90. De acordo com a empresa, o empreendedor pode economizar até 20% na comparação com a a aquisição de um smartphone e de um terminal de pagamento com características similares.

O aparelho é voltado principalmente aos pequenos empreendedores. “Quem aceita cartão como meio de pagamento mudou muito nos últimos anos. O potencial do mercado empreendedor é relevante para a Cielo. O lançamento da Cielo LIO+ é um exemplo da nossa crença nesse segmento”, afirma Danilo Caffaro, vice-presidente de produtos, negócios, marketing e inovação.

Outro lançamento é o pagamento por QR Code. Os lojistas que já possuem uma máquina Cielo podem gerar um código para realizar o pagamento. Os clientes, então, fotografam esse código com a câmera do celular para fazer a operação. Inicialmente, a opção está disponível para pagamentos pelos aplicativos de seis parceiros: Banco do Brasil, Bradesco, Alelo, Livelo, Agibank e Picpay. Ela também já está disponível para toda a base de máquinas da empresa e pode atingir 40 milhões de usuários.

O Mercado Livre é outra empresa que, recentemente, anunciou uma plataforma de pagamentos por QR Code.
A Cielo foi escolhida como a melhor empresa em serviços pelo prêmio Melhores & Maiores, da EXAME. Cerca de 14% de tudo que é consumido pelos brasileiros passa por um terminal da Cielo.

Apesar de sua liderança no mercado, a empresa enfrenta a entrada de novas concorrentes, que vão desde startups até varejistas e empresas de tecnologia. No último ano, ela viu sua base de clientes e o parque de maquininhas diminuírem.

Além disso, em junho de 2017, o Cade determinou o fim da exclusividade da Cielo para as transações com a bandeira Elo, dos bancos Bradesco, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal.

Para se diferenciar da concorrência, a empresa tem lançado diversas soluções voltadas para pequenas e médias empresas, além de terminais com mais tecnologia integrada. Um desses terminais é o LIO, máquina atrelada a uma loja de aplicativos para ajudar o comerciante a gerir melhor o negócio.

Fonte: Exame

publicidade