Portal Eletrolar.com

Notícias

Brasil registra 233,35 milhões de linhas móveis em outubro

Nos últimos 12 meses, as grandes operadoras perderam 8,57 milhões de linhas, enquanto as prestadoras de pequeno porte ganharam de 1,06 milhão.

Dados divulgados pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) informam que o Brasil possuía 233,35 milhões de linhas móveis em operação no mês de outubro de 2018. Nos últimos 12 meses, as grandes operadoras, que são aquelas que possuem individualmente ao menos 5% do mercado, perderam 8,57 milhões de linhas enquanto as prestadoras de pequeno porte ganharam de 1,06 milhão.

Assim, os números referentes a outubro de 2018 também registam que o País perdeu 7,50 milhões de linhas (-3,12%) nos últimos 12 meses e, na comparação com setembro deste ano, foram menos 905,99 mil (-0,39%).  Entre as grandes, a Vivo totalizou 74 milhões de linhas (31,71% do mercado), seguida da Claro, com 58,92 milhões (25,25%), da TIM, com 56,40 milhões (24,17), e da Oi, com 38,17 milhões (16,36%).

As linhas móveis pós-pagas em operação foram 97,02 milhões de unidades (41,58% do mercado) em outubro de 2018, aumento de quase cinco pontos percentuais em 12 meses. Os terminais pré-pagos registraram 136,33 milhões de linhas (58,42%). Na comparação com setembro deste ano, as linhas pós-pagas cresceram 1,15 milhão de unidades (+1,20%).

Os únicos Estados que apresentaram crescimento no número de linhas móveis nos últimos 12 meses foram Roraima, mais 37 mil linhas em operação (+7,82%), Amapá, mais 31 mil (+4,45%), Amazonas, mais 140 mil (+4,06%), e Espírito Santo com mais 37 mil (+0,98%).  As maiores participações de mercado no Brasil ocorrem no estado São Paulo, com 62,81 milhões de linhas móveis em operação (26,94% do mercado), em Minas Gerais, com 22,09 milhões (9,47%), e no Rio de Janeiro, com 19,99 milhões (8,57%).

Fonte: Anatel

publicidade