Portal Eletrolar.com

Artigos

  • 05/06/2018 | 03h41

Com novas TVs, brasileiro se prepara para a Copa

Por: Lourival Kiçula, presidente da Associação Nacional de Fabricantes de Produtos Eletroeletrônicos – Eletros

O brasileiro, este apaixonado por futebol, quer acompanhar todas as jogadas de perto e com a máxima qualidade de imagem possível. Por isso, não é surpresa nenhuma que o mercado de TVs no País mude de patamar a cada quatro anos, quando se aproxima a época da Copa do Mundo. O evento esportivo representa uma inversão da sazonalidade das vendas dos aparelhos, trazendo o maior volume de produção, que normalmente ocorre no segundo semestre, para os primeiros meses do ano, e colocando as novas tecnologias de televisores muito em evidência.

Pudemos perceber essa movimentação com clareza no primeiro trimestre de 2018. Entre janeiro e março, foi comercializado um volume de TVs 42,3% superior ao registrado no mesmo período do ano passado. A perspectiva da Eletros é que sejam vendidos 12,5 milhões de equipamentos no ano todo, um resultado 10% maior do que o apresentado em 2017.

Ainda nesse sentido, notamos que o consumidor brasileiro tem a intenção de substituir os televisores menores, como os de 32”, por modelos de tela grande, mais modernos e com melhor qualidade de imagem. Com a proximidade dos jogos, ele sente essa necessidade de ter uma maior imersão no conteúdo. Ainda mais após o desligamento gradual do sinal analógico nas principais capitais do País. A procura por novos aparelhos traz mais opções para que o consumidor possa torcer e se emocionar em todos os lances, com riqueza de detalhes.

Levando em consideração que, conforme estimativa realizada em 2017, 46,5 milhões de TVs no Brasil ainda são de tubo, existe uma grande oportunidade de conversão e de vendas de aparelhos de “telas finas”, geralmente de 32”, 40” ou 48”. É dentro dessa estratégia que os fabricantes começaram a popularizar a tecnologia 4K, oferecendo mais informações sobre a inovação para o público. Com os televisores de ultra resolução, os usuários têm a oportunidade de equipar sua casa com o que há de mais novo em termos de qualidade e não vão perder um detalhe sequer dos jogos.

Podemos afirmar, com toda a certeza, que a indústria se preparou muito bem para esse período, trabalhando com bastante antecedência para suprir os varejistas e garantir uma reposição rápida e eficiente dos estoques. O esforço de planejamento, infraestrutura e logística interna e externa é fundamental para que os clientes possam comprar a TV dos seus sonhos, e as lojas possam ampliar suas vendas. Certamente, uma redução do spread bancário poderá dar um estímulo ainda maior para esses resultados.

Por fim, aproveito este espaço e as boas perspectivas que temos para os próximos meses para me despedir. Após mais de 11 anos como presidente-executivo da Eletros, repasso o cargo para o meu colega José Jorge do Nascimento Júnior. Com grande currículo, ele já foi secretário de Estado de Planejamento, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação do Amazonas, coordenador-geral de Acompanhamento de Projetos Industriais da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), coordenador-geral de Comunicação Social da Suframa e, agora, assume a liderança de nossa associação. Desejo a ele e a todo o setor muito sucesso nos anos que estão por vir.

Fonte: Revista Eletrolar News Edição 124

publicidade