Portal Eletrolar.com

Notícias

Anatel barra venda de 25 mil produtos de telecom irregulares

A operação aconteceu em sete estados: São Paulo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Mato Grosso, Minas Gerais e Bahia.


Uma ação simultânea em sete estados resultou na apreensão de 24,9 mil equipamentos de telecomunicações não homologados pela agência que regula o setor, a Anatel.

A operação da Agência Nacional de Telecomunicações junto às distribuidoras e importadoras de equipamentos de telecom contou com mais de 60 fiscais e foi realizada de maneira simultânea em sete estados brasileiros: São Paulo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Mato Grosso, Minas Gerais e Bahia.

No total, foram lacrados 11.350 produtos na Bahia, 5.177 em Santa Catarina, 2.616 em Minas Gerais, 2.272 em Mato Grosso, 2.079 no Paraná, 613 no Espírito Santo e 579 em São Paulo. Em São Paulo também foram apreendidos 261 equipamentos.

No caso de Santa Catarina, a fiscalização foi feita em conjunto com a Alfândega da Receita Federal em Itajaí. A Receita Federal também participou da ação no Paraná.

Entre os produtos lacrados, estão os destinados à internet fixa sem fio, como transceptores de radiação restrita – equipamentos que enviam o sinal do provedor ao assinante –, antenas e roteadores. Também foram encontrados grandes volumes de telefones IP – que fazem chamadas de voz pela Internet –, e equipamentos óticos e de rede.

Após os processos administrativos, a Anatel poderá multar em até R$ 50 milhões as empresas que comercializavam os produtos irregulares. Além disso, os equipamentos poderão ser destruídos pela agência reguladora.

A agência, após receber denúncias de associações e de fabricantes, enviou equipes de fiscais para galpões e escritórios de 15 grandes distribuidoras, em 30 endereços. Equipamentos de telecomunicações não homologados e que necessitem da autorização da Anatel não podem ser vendidos, por não comprovarem atendimento às exigências de qualidade e segurança estabelecidas.

Fonte: DCI

publicidade